IMG_0598

Era pra ter saído esse post segunda, mas por motivos de faculdade e tendinite, não rolou. Ontem (25/08) fez exatamente um ano que tive meu primeiro dia de aula na UNAM, e ao longo dos três meses que fiquei lá, captei muitas figuras estranhas e diferentes que acho que vale a pena mostrar por aqui.

Cheguei na Cidade do México no dia 20 de agosto de 2014(horário de lá) e ainda me custa acreditar que já passou tanto tempo desde que voltei pro Brasil. Com certeza quem disse que a saudade é mal que o tempo cura, estava errado.

DSC02704 DSC02720 DSC02729 DSC02753 DSC02758 DSC02766 DSC02768 DSC02776 DSC02780 DSC02781

Uma legenda rápida do que é o que: 1. Uma forma inusitada e muito confortável para realizar leituras. Foto feita na feira do livro, no Zócalo | 2. Engraxate é uma profissão comum por lá, no centro é fácil ver um carrinho desse em cada esquina, com proteção contra o sol e tudo. | 3. A separação entre duas vias em chapultepec (acho!) achei uma imagem linda. Lá se encontra esse canteiro florido dividindo várias grandes avenidas. | 4. Ritual Indígena de oferendas realizado durante a feira de domingo atrás da Catedral Metropolitana | 5. O lugar onde eu mais ia para comer: Vips. Com um estilo bem semelhante aos cafés americanos, é o lugar onde eu mais fazia refeições, por causa do cupom de desconto. Além do que, a comida era ótima. No fim da viagem eu já era até meio conhecida por lá 🙂 Ô Saudade.

6. Não lembro o nome desse instrumento agora, mas era outra coisa muito comum de se ver nas ruas. Homens (e as vezes mulheres também) uniformizados igualmente, tocando músicas tradicionais nesse negócio. Eles estendem o chapéu e você dá uma moeda se quiser. Engraçado como as pessoas são agradecidas lá: se você der um peso que seja, já ficam felizes e satisfeitos. | 7. Táxi bonito, né?  Esse é especial para mulheres. Também existem vagões no metrô com a mesma finalidade: só para mulheres. | 8. Uma tradicional banquinha de tacos e outras gordices mexicanas que são vendidas na rua. | 9. O café express que eu passava quase todo dia pra pegar chocolate quente ou gordices pra caso sentisse fome tarde da noite, esse chama-se “Eleven” | 10. Mais uma oferenda aos deuses, dessa vez numa praça em frente ao Zócalo, e bem pertinho do meu hotel.

Me encontre nas redes sociais  ⤵⤵

FACEBOOK | TWITTERINSTAGRAM

?