O-Abutre-poster-07102

Post de filme, aham! Fim de semana é sinônimo de cinema em casa, e o escolhido foi O Abutre. Precisei catar dicas na internet pra achar um filme bom, e gostei da escolha. O enredo do filme é basicamente esse:

“Enfrentando dificuldades para conseguir um emprego formal, o jovem Louis Bloom (Jake Gyllenhaal) decide entrar no agitado submundo do jornalismo criminal independente de Los Angeles. A fórmula é correr atrás de crimes e acidentes chocantes, registrar tudo e vender a história para veículos interessados. “

abutre01 abutre02-750x380

Quando li a dica do filme na internet, achei interessante e cliquei no play. Quando o filme começou  eu achei que iria ser entediante e não ia gostar. Errei o tiro. O longa é muito bom, um suspense não muito forte, mas bem atrativo. Jake Gyllenhaal conseguiu ficar com cara de psicopata com seus 10 kg a menos.

Acredito que o tema tratado mostre um pouco da realidade do jornalismo que temos na atualidade. Ao ligar a TV, só acidentes, assaltos, política suja, desgraças. Talvez a perseguição dos freelancers não seja tão exagerada como mostrada no filme, mas é algo que sabemos que existe. Alguns jornalistas são verdadeiros abutres e fazem de tudo pelo dinheiro e reconhecimento, não poderia haver um nome mais apropriado para esse filme.

E esse adjetivo e forma de agir não vale só para quem é jornalista. Sabe aquela pessoa que tá lá no meio da tragédia, e em vez de ajudar pega o celular e começa a filmar? Esses são ainda mais abutres que os cinegrafistas profissionais. Não seria muito mais útil ajudar quem está precisando, mesmo que seja um cachorro? Nessas horas, claramente a vontade de ter seu nome exibido nos créditos da filmagem que vai passar no noticiário fala mais alto  🙁

image

A atuação de Gyllenhaal foi brilhante sim. Como já disse, ele conseguiu fazer baixar o espírito psicopata e passamos o filme todo achando que alguma atrocidade ele iria cometer. Sem spoilers,mas aconteceu. É inacreditável a frieza que o personagem adquire durante a história, o modo como é chantagista, persuasivo, manipulador e ganancioso.

De modo geral achei a produção bem feita, com boa fotografia e efeitos. Provavelmente as partes mais chocantes foram: O assalto onde a família morreu e o bebê sumiu, e a perseguição lá no final, onde acontece o capotamento do utilitário preto. Provavelmente o único fato que me incomodou foi a incompetência da polícia ao deixar que Lou sempre saísse livre, sem nenhuma demanda básica por violação de domicílio ou algo parecido.

Li várias avaliações sobre O Abutre, e a maioria descreveu-o como brilhante, chocante, intrigante. A minha não é diferente. Recomendo o título com toda certeza. Prendeu minha atenção do começo ao fim 🙂

night-call-movie-4

Me encontre nas redes sociais  ⤵⤵

FACEBOOK | TWITTERINSTAGRAM

?